Lokço Adventure

#LOKOEPOKO

Séries 2014/2015, parte 2: as séries mais FRUSTRANTES

E depois de procurar as piores séries de 2014/2015, vamos as séries mais decepcionantes…aquelas que, em vez de te deixar satisfeito e/ou com um enorme sorrisso na face, te deixaram com uma enorme frustração na cara. Mas, com um leve twist nas regras:

  1. São séries que assisti entre 2013 e 2015;
  2. São séries que, na minha opinião, não foram exatamente as melhores ou até mesmo tiveram um bom começo, mas que no final, foram uma completa bosta. Séries que não terminei entram na lista, desde que cumpram esses quesitos
  3. Uma série por franquia
  4. SPOILERS!!!
  5. Vamos começar essa lista!


10- Mahou Shoujo Lyrical Nanoha ViviD (4/2015 – 6/2015)


2015 foi um ano que fez várias franquias retornarem…não do jeito que muitos esperavam. Um desses exemplos é Nanoha ViviD. 

É, parece que 8 anos de intervalo entre as últimas séries não foi um melhor momento, ou muito menos uma adaptação do mangá. ViviD tem uma animação, na maioria das vezes consistentes e um elenco de personagens…bons, até. Mas, perto de episódios entediantes e até mesmo falta de lutas boas (ênfase em BOAS) em alguns episódios, sua única opção é sentar e dormir pertubadamente.

Sim, a história do anime não está completa, já que no mangá está ANOS encerrada. Mas, a essa altura do campeonato, a 2ª temporada foi ladeira abaixo…tal como o Divine Buster na sua fuça!

Por que anda fazendo essa cara? Só por que a verdade dói?


9- Benmashi Cecil (1/2014 – 3/2014)

Daqui a 2 anos, teremos advogados  com robôs gigantes, um sapo gigante e…bem, só isso.


Honestamente, esse poderia estar lista dos melhores (ou não) do ano passado. Mas…bem, esse anime é fraco. É bem vazio e MUUUUUUUUUUUITOOO lento. Não sendo só esso, os personagens se não genéricos, são muito pouco compreensíveis e o último episódio é confuso pra caralho.

Tão confuso que foi necessário assistir o Blu-Ray pra tentar entender e mesmo assim, ainda não consegui entender. E quem é aquela melher que é um demônio? Por quê o sistema de Justiça é tão confuso e falho? A resposta: foda-se, vamos deixar um cliffhanger e todo mundo crie seu final, produtoras só querem seu dinheiro!

Felizmente, eu esqueci de todo o resto…até fazer essa lista, diferente do próximo da nossa lista…


8- Shinsekai Yori (9/2012 – 3/2013)

Maldita Topeira Mutante!!!

Propaganda falsa! Ninguém sorri nessa porra!


Ok, eu sei que esse anime estreou antes da nossa faixa, mas tenho que falar dessa “crítica” sobre utopia.

Pra começar, estamos no ano 3000 e parece que estamos em algum da era Vazia do Japão (lembra dessa época que existiam topeiras mutantes escravas e poderes de Jedi? Não, porque CARALHOS isso não existe), só na 2ª parte, REALMENTE ser um futuro pós-apocalíptico (CRICHÊ). 

Além de matar seus personagens (não que eu não desse importância).  Some isso a uma animação inconsistente, uma história BEM confusa e o fato de fingir ser um anime de ficção científica (sim, eu disse fingir), e você tem um trauma de topeiras mutantes pelo resto de sua vida curta.

PRÓXIMO!!!

7- Yurikuma Arashi (1/2015 – 3/2015)

Esse anime realmente é a essência do tédio. E prepare-se para ouvir essa palavra nessa lista.


Sim, a Tempestade dos Ursos Lírios (é bizarro assim mesmo), é uma crítica sobre…honestamente, não faço a mínima ideia do que essa merda tava falando.

O anime é de fato, confuso e beeem lento. Até que alguma coisa aconteça, um tal de KUMA SHOCK aparece e todo mundo acha essa merda boa. Eu acho entediante. E por “bons” motivos.

A história, embora interessante, tem um desenrolar lento. Os personagens são bem feitos, embora insuportáveis e o resto do elenco cai no esteriótipo O mundo contra o protagonista… e você tem poucos aliados. No final, eu larguei o anime e acabei criticando a “crítica”.

PERFECT!



6- Ghost in The Shell Arise (4/2015 – 6/2015)

E aqui está o motivo de não incluir remakes nas minhas listas.


Ok, antes de começarem a me xingar, esse “anime” é uma recompilação de 4 filmes lançados 2 anos atrás e que nunca assisti. Aparentemente, não perdi muita dessa coisa.

E agora, sessão de piadas com relação á Ghost:

  • A história é invisível;
  • Os personagens são assustadoramente entediantes;
  • Á menos que você seja um fã, tenha assistido e gostado dos filmes, a história é confusa;
  • É tão invisível que só lembrei dessa porra agora, o que já é de dar medo;
  • Break Blade é uma recompilação dos filmes e faz isso melhor.

Eu encerrro meu caso!

5- Gunslinger Stratos (4/2015 – 6/2015)


Oh boy, essa é a parte que vai ficar interessante, por que vai ser assim que você vai ler a palavra piedade:
PIEDADE

Bem-vindos a um dos animes hypados nessa lista, Gunslinger Stratos…THE LACK OF ANIMATION (Parece verídico)!

Cuzão, essa “adaptação” do jogo é Saint Seiya Omega com ESTERÓIDES em termos de animação (não se preocupe, eu vou comentar do Omega mais tarde).

Os personagens são esteriotipados, eles aparecem do nada além de morrer no mesmo episódio e fazer os protagonistas chorarem, a história é confusa pra caralho e OMG, a animação é uma porcaria. Oh, a única que salva dessa porra é a dublagem que não é tão bosta assim, hã?

Mas sério, fiquem longe dessa porcaria, ainda mais quando estamos da Square Enix.

Falando no demônio…

4- Akame ga Kill (7/2014 – 12/2014)

Hey, lembram de Final Fantasy Unlimited, um dos primeiros animes da Square Enix a ser exibido pela Tv japonesa? Bem, ela voltou a produzir com outro anime junto á Gunslinger Stratosfericamente bosta… E, oooooooh booooooy…

Uma série que teve um grande, GRANDE começo e que desviou muito do mangá não é muito o problema pra mim. Meu problema é que o final da série foi uma grande bosta. Não adianta comentar sobre a psique humana e contar uma história ÓTIMA, com excelentes personagens (na maioria deles) e ainda contar com um final BEM meia boca!

Um conselho para Square Enix: Não seja a porra da Konami. Foco em um setor vale muito a pena.



3- Aldonoah.Zero (7/2014 – 3/2015)

*suspiro*

Quando comecei a fazer essa lista, eu não tive ideia de tantas séries poderiam estar entre as piores séries do ano e outras que realmente fui forçado a terminar de assistir…Advinha? Aldonoah.Zero faz exatamente isso… E, em matéria de decepção, essa série não me desaponta.

Pra começo de conversa, essa série consegue um lugar na lista (um dos mais altos, ainda) devido á segunda metade: a primeira metade não foi o trem mais ÉPICO, mas tem substância para alguém gostar da 1ª metade. A segunda metade, nem tanto.

Não sei, acho que o que eu vi era mais ou menos uma versão comprimida de Kamen Rider Gaim (1º lugar das melhores séries 2013/2014 e uma das minhas favoritas), a única diferença é que a maioria dos cenários é no espaço, com personagens que apresentam ALGUMA substância (pelo os que aparecem na segunda metade, mas que não são todos) e um final tirado do 1º filme dos X-Men (Because RAISUNS).

Que isso fique bem claro: só porque tem alguém famoso no meio (no caso, Gen Urobochi), não significa que será ótimo. E honestamente, Aldonoah poderia fazer melhor

2- Saint Seiya Omega: Pallas-hen (4/2013 – 3/2014)

FAZ QUASE 2 ANOS E ESSA PRAGA AINDA NOS PERSEGUE!!!!
aaaaaAAAAAAAAAHHHHHHHHH!

A primeira reação que eu tive quando a saga de Pallas foi anunciada foi: mas já?! Não basta esperar um tempinho pra a saga de Marte (que é, de alguma forma, boa) terminar e ae já começarem essa nova saga?! E, conforme eu disse no vídeo onde comentamos a *caham* estranha Saga do Santuário, não é tão ruim…a princípio!

Aaa, se esses traços realmente existissem…


Conforme eu avançava na série, percebi que em vez de melhorar, não melhorou. Ao contrário, só ficava pior e mais bizarro. E não digo apenas no design das armaduras.

A saga de Pallas tem uma série de personagens sem personalidade, os protagonistas foram reduzidos a personalidades genéricas, os vilões são vergonhosos (menos o Titan, que foi o melhor personagem da saga de Pallas) e…o Ômega (caralho, são os Power Rangers!) e a animação mais bosta da face da Terra. Obrigado, fanbase, por ter estragado mais uma série.

E a reta final da história foi tão estranha que não seria surpresa ver outra série copiar a fórmula onde o protagonista ganha uma “forma” final e derrota o vilão e se retira, não é?

Pois é!

2B- HappinessCharge Precure (2/2014 – 1/2015)

A Toei me preocupa com o tanto de merda que lançam sem qualquer qualidade, ou cosenso, pra esse caso. E esse é o caso de HappinessCharge Precure.

Ideia para o final: copiar e colar o final de Omega!!

A diferença é que as meninas não vão notar!
(Vão notar porque existem mulheres que assistem Saint Seiya)


Listado como a temporada que QUASE matou a franquia (mas não matou, o que é uma pena pra mim), essa série é simplesmente um caos total.

Sabe dos problemas que Omega tem (exceto que Saint Seiya é uma franquia conhecida mundo afora e Precure só faz sucesso no Japão? ninguém menciona esse detalhe direito, não é?)? Bem, a série “comemorativa” tem esses problemas, mais um pouco.

Quer saber quem é o protagonista? Boa sorte, porque essa série  mal sabe em quem foca até a segunda metade. E isso se você tiver CULHÕES pra assistir esse troço, coisa que eu tive pra colocar nessa lista.

Não sendo só isso, a série faz exatamente o que eu mencionei antes: protagonista ganha uma “forma” final e derrota o vilão, que se retira. A diferença é que já era pra acontecer. No Omega, é asa com ASA! DEJÁ VÚ!

Parabéns, Toei. Você é agora a Konami da Animação (exceto que não maltrata funcionários e não tem Hideo Kojima). Ah sim, ambas foram animadas por Hoshino Mamoru, provavelmente o pior ESTAGIÁRIO. EVAAAAAAAAH!

Mais, por mais que essas duas séries me deixam puto e frustado, não chegam perto do desastre que é o número 1, que é…

1- Garo: Makai no Hana (4/2014 – 9/2014)

Seu olhar não mente: sua série foi pura frustação 


Garo: Makai no Hana…é a fusão de o que é um desastre com um caos…some isso com o fato de ser Garo e você tem em mãos uma das séries mais fracas da franquia (mais fraca do que Yami o Terasu Mono, até).

Deixa eu dizer uma coisa: Makai no Hana, de longe, parecia ser uma série boa, o protagonista parecia ser o cara mais fodão da Terra. Queimar peixes e “cordas” pelas costas parece ser uma coisa foda. E é. Nos dois primeiros episódios.

No ocorrer da série, é só introdução de novos personagens e quase nenhuma história aparente na série. Apenas UM personagem ganha ALGUM desenvolvimento e o protagonista é genericamente doloroso de assistir, algo que anda mais ou menos acontecendo com Raikou, da série Garo: Guren no Tsuki.

Makai no Hana é a junção de todos os problemas das séries anteriores: o começo é bom, mas termina fraco, tem uma história quase inexistente, Quase todo o elenco da série é altamente genérico. E o final, não é tão ruim, mas também não é lá muito bom.

Então, esse foi as séries que eu achei que me desapontou. Mas se acha que uma série te desapontou, então, hey, comentem.

E no dia 7/1, começa o verdadeiro show… 





Anúncios

30/12/2015 - Posted by | séries 2014/2015, top 10

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: